Quem serão os ganhadores do Oscar 2019? O #PingosNoOscars faz suas apostas

“Roma” e “A Favorita” são os grandes favoritos da noite, com 10 indicações cada

Então o grande dia chegou. Hoje logo mais acontece a 91ª edição do Oscar 2019, a maior cerimônia de premiação do cinema mundial. E você, nosso leitor diário já fez suas apostas de qual serão os vencedores? O #PingosNoOscars já aprontou a listinha e acredita que na categoria filme, o grande vencedor seja “Green Book:o guia” , desbancando os dois favoritos –  “Roma” e “A Favorita”. Vamos aguardar.

A lista completa com as nossas apostas segue abaixo. Siga nosso twitter e acompanhe os comentários ao vivo. Interaja com a gente usando a #PingosNoOscar

Nossos palpites estão destacados em negrito.

Filme

Porém, não me espata se o prêmio ficasse com “Roma

Diretor

  • Spike Lee (“Infiltrado na Klan”)
  • Yorgos Lanthimos (“A Favorita”)
  • Alfonso Cuarón (“Roma”)
  • Adam McKay (“Vice”)
  • Pawel Pawlikowski (“Guerra fria”)

A direção do Cuarón foi bem poética, quase um primor, mas não seria surpresa se Spike Lee ganhasse, afinal foi um trabalho genial e muito criativo.

Ator

  • Christian Bale (“Vice”)
  • Bradley Cooper (“Nasce Uma Estrela”)
  • Willem Dafoe (“No Portal da Eternidade”)
  • Rami Malek (“Bohemian Rhapsody”)
  • Viggo Mortensen (“Green Book”)

A atuação e entrega de Bale em “Vice” foi digna de ser premiada. Não só por ter ganhado 20 kg para dar vida no cinema ao Dick Cheney, mas pelo conjunto da obra, que ficou perfeito. Mas, se o prêmio ficar com Rami Malek por”Bohemian Rhapsody, que também terá sido uma boa escolha.

Atriz

  • Lady Gaga (“Nasce Uma Estrela”)
  • Glenn Close (“A Esposa”)
  • Yalitza Aparicio (“Roma”)
  • Olivia Colman (“A Favorita”)
  • Melissa McCarthy (“Poderia Me Perdoar?”)

O Oscar é sem sombra de dúvidas da Glenn Close. Mesmo em um filme meio apagado como “A Esposa”, ela conseguiu impressionar até os mais leigos em cinema, imagina a Academia. A única “pedra no caminho” pode ser Olivia Colman, que também foi brilhante em “A Favorita”. Desculpe os fãs, mas Gaga não tem chances nessa disputa! #ProntoFalei Ela ganha prêmio, mas em outra categoria.

Ator coadjuvante

  • Adam Driver – “Infiltrado na Klan”
  • Mahershala Ali – “Green Book – O guia”
  • Richard E. Grant – “Você pode me perdoar?”
  • Sam Elliott – “Nasce uma estrela”
  • Sam Rockwell – “Vice”

Mahershala Ali é o favorito, – aos que acompanham o blog desde 2017 irão lembrar quando falei que ele iria crescer ainda mais após ser premiado por Moonlight – a zebra pode ficar com Richard E. Grant, que também fez uma grande atuação por “Você pode me perdoar?”

Atriz coadjuvante

  • Amy Adams – “Vice”
  • Regina King – “Se a rua Beale falasse”
  • Emma Stone – “A favorita”
  • Rachel Weisz – “A favorita”
  • Marina de Tavira – “Roma”

Regina King vem fortemente armada para a noite, afinal, levou a grande maioria dos prêmios que disputou, mas foi esnobada no BAFTA e no SAG Awards. A que pode desbancar essa escalada de estatuetas Rachel Weisz – sensacional entrega – por “A favorita”, como de praxe, diz a lenda que quando há duas indicadas pelo mesmo filme, a votação também fica empatada, resultado melhor para Regina.

Roteiro adaptado

  • Infiltrado na Klan
  • A balada de Buster Scruggs
  • Poderia me perdoar?
  • Se a rua Beale falasse
  • Nasce uma estrela

Como Spike Lee provavelmente não ganhe por direção, essa seria um dos prêmios que poderia levar – ele é coautor do roteiro, afinal foi grande retomada de dele para as telonas. Porém, o “calcanhar de Aquiles” pode ser “Poderia Me Perdoar”, que foi o escolhido pelo sindicato dos roteiristas. Seria o filme estrelado por Melissa McCarthy forte o suficiente para render outra esnobada para o ilustre cineasta?

Roteiro original

  • “A Favorita”
  • “No coração da escuridão”
  • “Green Book – O guia”
  • “Roma”
  • “Vice”

“Green Book” tem tudo para levar a estatueta, mas pode ser desbancado fácil por “A Favorita”.

Melhor animação

  • “Os Incríveis 2”
  • “Ilha dos Cachorros”
  • “Mirai”
  • “WiFi Ralph – Quebrando a Internet”
  • “Homem-Aranha no Aranhaverso”

Os heróis devem ser premiados aqui, o “Homem Aranha no Aranhaverso” consegue trazer um filme que mistura diferentes estilos de animação, com um roteiro divertido e investido em representatividade. Mas como os concorrentes são de peso, o campeão de bilheterias “Os Incríveis 2” pode ser premiado – apesar que preferia que o azarão fosse “Wifi Ralph”.

Documentário

  • “Free Solo”
  • “Hale County”
  • “Minding the Gap”
  • “Of Fathers and Sons”
  • “RBG”

Como não consegui assistir, vejo pelas criíticas que a disputa fica entre “Free Solo” e “RGB” O primeiro acompanha os desafios de um alpinista para passar uma mensagem ativista, alcançando uma louvável popularidade nos Estados Unidos – premiado com o BAFTA. Por sua vez, RBG é aquela história de superação que todo mundo ama, ao contar a história real de Ruth Bader Ginsburg, segunda mulher a se tornar juíza da Suprema Corte norte-americana. Sem falar que tal documentário ainda conseguiu uma indicação em melhor canção. Joga na moeda.

Filme de língua estrangeira

  • “Cafarnaum” (Líbano)
  • “Guerra fria” (Polônia)
  • “Never Look Away” (Alemanha)
  • “Roma” (México)
  • “Assunto de família (Japão)

Como o longa de Cuarón pode não ganhar o Oscar de melhor filme – minha humilde opinião -, essa será a categoria que certamente é dele. Claro que pode ser desbancando pelo “Guerra Fria” – um excelente filme também diga-se de passagem.

Edição

  • “Infiltrado na Klan”
  • “Bohemian Rhapsody”
  • “A favorita”
  • “Green Book – o guia”
  • “Vice”
  • “Bohemian Rhapsody” tem tudo para ser o escolhido, mas pode ser também perder para “Vice”, sendo o azarão.

Fotografia

  • “Guerra fria”
  • “A favorita”
  • “Never Look Away”
  • Roma
  • “Nasce uma estrela”

A disputa segue forte em o “Roma” e “Guerra Fria”, ambos em preto e branco. E filmes estrangeiros, Roma ganhou o BAFTA, mas perdeu o prêmio do sindicato para o elogiado jogo de luz e sombras apresentado em Guerra Fria. O mexicano leva a melhor.

Direção de arte/Designer de Produção

  • “Pantera Negra
  • “A favorita”
  • “O primeiro homem”
  • “O retorno de Mary Poppins”
  • “Roma”

Sem fazer trocadilho, mas “A Favorita” merece ser premiado nessa categoria, afinal é uma categoria que premia sempre produções de época, mas Pantera Negra pode abocanhar essa estatueta.

Figurino

  • “A balada de Buster Scruggs”
  • “Pantera Negra”
  • “A Favorita”
  • “O retorno de Mary Poppins”
  • “Duas rainhas”

Se a vitória de Pantera Negra se consagrar, a Academia estará se inovando, pois sempre premia filmes com produção de época, que pode vir a dar para “A Favorita”.

Maquiagem e penteado

  • “Duas rainhas”
  • Vice
  • “Border”

Apesar de “Duas Rainhas” trazer maquiagens mais ousadas, Vice com certeza deve levar o prêmio.

Efeitos visuais

  • “Vingadores: Guerra infinita”
  • “Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível “
  • “O primeiro homem”
  • “Ready Player One”
  • “Solo: Uma história Star Wars”

A Marvel deve levar a estatueta com “Vingadores: Guerra infinita”, pois essa é uma categoria onde gostam de premiar blockbusters.

Trilha sonora original

  • “Pantera Negra”
  • “Se a rua Beale falasse”
  • “O retorno de Mary Poppins”
  • “Infiltrado na Klan”
  • “Ilha dos cachorros”

Pantera Negra tem uma trilha sensacional e deve levar, mesmo com a criação de Terence Blanchard para “Infiltrado na Klan” ter ganhado o Grammy.

Canção original

  • “All The Stars”, “Pantera Negra”
  • “I’ll Fight”, “RBG”
  • “The Place Where Lost Things Go”, “O retorno de Mary Poppins”
  • “Shallow”, “Nasce uma estrela”
  • “When A Cowboy Trades His Spurs for Wings”, “A balada de Buster Scruggs”

Atenção: estendam o tapete vermelho porque diva não merece menos que isso. Sim o Oscar é da Gaga e não tem nem o que comentar. #ProntoFelei.

Edição de som

  • “Pantera Negra”
  • “Bohemian Rhapsody”
  • “O primeiro homem”
  • “Um lugar silencioso”
  • “Roma”

Se o mundo fosse justo, as pessoas iam entender como a edição do som de Um Lugar Silencioso é delicada e essencial para a construção da história, mas “Bohemian Rhapsody tem a melhor, sem sombra de dúvidas.

Mixagem de som

  • “Pantera Negra”
  • “Bohemian Rhapsody”
  • “O primeiro homem”
  • “Roma”
  • “Nasce uma estrela”

“Bohemian Rhapsody” pode levar essa categoria também, mas pode ser desbancado por “Nasce uma Estrela”, que teve suas músicas gravadas todas ao vivo.

Curta-metragem

  • “Detainment”
  • “Fauve”
  • Marguerite
  • “Mother”
  • “Skin”

Dos cinco indicados, quatro envolvem crianças em algum tipo de sofrimento. O outro é Marguerite, o único com uma mensagem “mais otimista” sobre uma senhora que relembra as oportunidades que perdeu no passado e decide fazer um belo gesto de amor. Dentre eles, o mais polêmico é Detainment, que conta a história de um brutal assassinato de uma criança por duas crianças, que foi rechaçado pela família retratada.  Quem parece ser seu maior concorrente é Skin, história sobre uma vítima de racismo, com uma reviravolta polêmica.

Curta de animação

  • “Animal Behavior”
  • “Bao”
  • “Late Afternoon”
  • “One Small Step”
  • “Weekends”

Bao” da Pixar deve levar o prêmio, que conta a história de amor e ciúme encenada por uma cozinheira que vê um de seus bolinhos ganhar vida. Apesar do “Late Afternoon” ser muito bonitinho de uma vovozinha que está desconectada do mundo ao seu redor. Então parte para uma jornada por suas memórias e revive diferentes momentos de sua vida para abraçar seu presente. 

Documentário curta-metragem

  • “Black Sheep”
  • “End Game”
  • “Lifeboat”
  • “A Night at the Garden”
  • “Period. End Of Sentence”

A disputa pode ficar entre A Partida Final/End Game (produção da Netflix sobre médicos pouco convencionais que trabalham com pacientes terminais) e Black Sheep que traz uma história de jovem negro nigeriano que sofreu preconceito por ser o único negro a morar no bairro.

Nos vemos na cobertura. Siga nosso twitter e acompanhe os comentários ao vivo. Interaja com a gente usando a #PingosNoOscars

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *